Em cena

A Morada

Apresentações:
20 de novembro a 1 de dezembro, quarta a sábado às 21h30 e domingo às 18h30 nos Recreios da Amadora.

Compre já os seus bilhetes aqui ou reserve através do 916 648 204 / teatrodosaloes@sapo.pt

Esta imagem tem um texto alternativo em branco, o nome da imagem é A-Morada_cartaz-734x1024.jpg

Sinopse:

A Morada é o resultado de um trabalho de pesquisa do Teatro dos Aloés sobre a cidade da Amadora, é a nossa homenagem a esta cidade que nos fascina e que nos acolhe há já 18 anos. É o nosso presente pelos seus 40 anos. Vista do Céu, a partir de uma estação espacial, a seiscentos e noventa e três quilómetros de altitude, a Amadora é um mapa feito de pontinhos de luz. Uma teia de linhas e artérias, fios de estradas que brilham como veias elétricas a pulsar debaixo de uma pele escura. Este é o seu rosto. O seu retrato. A ideia original era traçar um mapa. Para além do território. Um mapa do corpo. Cartografar as histórias das coisas vivas que faziam mover os pontinhos de luz. O ponto de partida era este. Descobrir esta morada. Nós, como exploradores que partem para uma expedição remota e se afundam num planeta com outras leis. Porque quando se faz um mapa de um corpo, ou de um rosto, das histórias que ele guarda e as regras da cartografia perdem-se das leis da física: misturam-se traços com fronteiras, confundem-se estradas com linhas de expressão, declives com cicatrizes. Há linhas curvas impossíveis de descrever em superfícies planas, e camadas que não se veem a olho nu. Topografias de memórias, espaços vazios, e lugares que existem sem geografia. Há territórios imaginados, e ideias sem território. Este era o ponto de partida. Desenhar o mapa possível. Habitar a morada. Torná-la nossa também.

Ficha Artística e Técnica:

Texto: Ana Lázaro | Encenação: Elsa Valentim | Interpretação: Carolina Campanela, Jorge Silva, José Peixoto e Raquel Oliveira | Estagiários – Escola de Actores ACT – André Vazão, Inês Mata, Inês Meira, Pedro Pimenta Nunes | Espaço Cénico e Imagem: João Rodrigues | Figurino: Maria Luiz | Músico: Francisco Nogueira | Luz (concepção e operação): Paulo Gomes | Produção Executiva: Vanessa Pereira | Produção: Teatro dos Aloés, 2019 | M/12